Make your own free website on Tripod.com

 

Protocolo de Diagnóstico da Amnésia Dissociativa

 

 

Nota: devido às características da síndrome e com base nos critérios de diagnóstico da mesma, é importante que o paciente compareça à consulta acompanhado por algum familiar próximo, conhecedor da situação do paciente.

 

 

Data da consulta: ___/___/___

 

Dados de Identidade

Nome:

Idade:           Sexo:

Morada:

Estado civil:

Pessoas que Compõem o Agregado Familiar:

 

Naturalidade:                                   Escolaridade:

Ocupação:

 

Motivos da Consulta:

 

Aspectos do Paciente

Aparência:

Atitude:

Forma de se Expressar:

 

Impressão Causada:

 

  Sentimentos Despertados no Entrevistador:

 

História do Problema Actual

 

§         Situação Actual

     

Descrição detalhada dos sintomas apresentados pelo paciente:

Interferência dos  sintomas na vida diária, nas funções fisiológicas (sono, alimentação, sexualidade), nas relações interpessoais e no trabalho:

 

§         Situação Passada

Presença de episódios anteriores da mesma doença, ou de outros problemas:

 

Tratamentos anteriores, uso de psicofármacos e resposta:

 

  Tentativa de suicídio; como encara a vida? (sente que a vida não vale a pena?), pensa na probabilidade da sua morte?, ideias ou gestos suicidas:

 

 

História Pessoal e Social

Relação do paciente com a  família:

Presença de crises familiares:

 

Antecedentes familiares com doença mental:

 

 

 

Exame do Estado Mental

 

§         Avaliação da Orientação

Quanto ao tempo: qual a hora aproximada, dia da semana, mês, ano, estação,

Quanto ao espaço: o paciente deve ser capaz de descrever o local onde se encontra, a cidade, o país, sabe quem são as pessoas que o rodeiam

 

§         Avaliação da Memória

- memória imediata: pedir ao paciente para repetir uma sequência de números com 3,4,5,6,7 algarismos ou mencionar  três objectos não relacionados, como “pente, rua e azul”

  - memória recente: (passado recente):

a)      De curto prazo: solicita-se ao paciente que guarde três palavras (“ pente rua e azul”) e que as repita logo após

b)      De longo prazo: pergunta-se ao paciente o que comeu no café da manhã ou no jantar da véspera, ou o que fez no ultimo fim de semana.

  - memória remota (passado remoto): solicita-se que o  paciente fale de eventos com a respectiva data  no passado (nascimento, aniversário, casamento, nascimento dos filhos, onde cresceu, estudou, etc...

 

 Outros factores importantes na área da memória:

·        Span de Palavras:

solicita-se que leia e memorize as seguintes palavras pela seguinte ordem: Homem; Carro; Flor; Livro; Casa; Panela; Rua; Jardim; Cadeira; Estrela. Em seguida pede-se que as escreva, analisando-se a ordem respondida e o número de itens correctos.

·        Pede-se ao paciente que efectue o seguinte calculo 2+2=

 

Afectividade e Humor

Avaliação:

1.      observação da expressão facial do paciente

2.      postura do paciente

3.      conteúdo afectivo  predominante no seu relato (tristeza, euforia, irritabilidade)

4.      tipo de afecto que transmite e que desperta no entrevistador

5.      observar se o paciente comenta voluntariamente ou se é necessário pedir para informar como se sente.

 

Pensamento

- Avaliar o discurso do paciente durante  entrevista, observando-se a produção o curso e o conteúdo do seu pensamento.

- Observar na avaliação da produção (ou forma), do pensamento se o paciente tem um discurso coerente, se segue as leis da sintaxe, se a inferência de conclusões é lógica, e se as associações entre as ideias fazem sentido (considerar a cultura e a religião do paciente).

 

Despersonalização e Perda de Noção de Realidade

Tais como: sensações de irrealidade, ideias niilistas.  

 

Funções Psicofisiológicas

- Sono: insónia inicial, terminal, ou no meio da noite; hipersonia; sonambulismo; terror nocturno; apneia do sono; alterações do ciclo sono-vigília, diminuição da necessidade do sono.

- Apetite: aumento ou diminuição, com ou sem alteração de peso.

- Sexualidade: diminuição ou aumento do desejo ou da excitação; incapacidade de atingir o orgasmo; ejaculação precoce, retardada, vaginismo.

 

 Índice   

voltar

·         

Copyright © 2001 Psicoforum -  Vítor Fragoso