Make your own free website on Tripod.com

 

Evolução Histórica da Interpretação dos Sonhos

trabalho realizado por:

Vítor Fragoso (ismai)

 

 

A génese da interpretação dos sonhos:

 

Ø      A descoberta do significado dos sonhos fez-se de modo acidental, surgui devido ao empenho na exploração do significado das psiconeuroses, ”... parece que o meu destino é descobrir apenas o obvio...que as crianças têm sensações sexuais...e que os sonhos nocturnos são uma realização do desejo, tal como os devaneios...

Sigmund Freud

Ø      “...Pouco perciso dizer sobre a interpretação dos sonhos, surgui como os prenúncios da inovação técnica que eu adoptava quando após um vago pressentimento resolvi susbstituir a hipnóse pela livre associação...pois as associações da pessoa que sonha ajuda-nos muito a compreender os simbolos...

Sigmund Freud, “ A História  do Movimento Psicanalítico”

 

Parece que ouve dois pontos de partida para o interesse de Freud pela interpretação dos sonhos, ambos mencionados por ele próprio:

1.     um foi o simples facto de que, ao acompanhar as associações de seus pacientes, que aos poucos se tornavam mais livres ele abservava que eles com frequência interpolavam a eles um relato de um sonho, em relação ao qual naturalmente por sua vez associações.

2.     foi a sua experiência em psiquiátrica dos estados alúcinatorios em psicóticos, onde o aspecto da realização do desejo está com frequência presente.

 

Ø      Para Freud havia uma semelhança entre as neuroses e os sonhos,”...os sonhos contêm a psicologia das  neuroses, de forma reduzida...

 

Ø      Mais tarde após a análise de vários sonhos de pacientes chega à conclusão que a realização de um desejo oculto constitui a essência de um sonho(1894/95).

 

Ø      Em 1897, numa carta que relatava importantes detalhes da sua auto-análise, Freud anunciou os dois elementos do complexo de Édipo – amor por um dos pais e hostilidade ciúmenta em relação ao outro, essa descoberta era mais do que incidental para a teoria dos sonhos, pois ilustrava vividamente as raízes infantis dos desejos inconscientes que animam os sonhos.

 

  Para Freud todo o sonho poderia ser interpretado como a realização imaginária de um desejo, desejo este que seria o motivo do sonho...

Jung, “Freud e a Psicanálise”

 

Ø      Mais tarde descobri a caracteristica essêncial e a parte mais importante da minha teoria dos sonhos ou seja, que a distroção dos sonhos é consequência de um conflito interno. Uma espécie de desonestidade interna...

Sigmund Freud, “A História do Movimento Psicanalítico”

          

Ø      Em Fevereiro de 1899, Freud procura distinguir entre a natureza dos sonhos e dos sintomas histéricos, sendo ambos a expressão disfarçada de desejos, conclui que nos sonhos há apenas um desejo reprimido, enquanto nos sintomas há uma reconsiliação entre o desejo reprimido e a instância repressora, empregando pela primeira vez a expressão “auto punição” como exemplo do ultimo. Só mais tarde detectou o mesmo estado das coisas nos chamados “sonhos de punição”.

   

Índice  

Contacto:

psicoforum@portugalmail.com

 

Copyright © 2001 Psicoforum -  Vítor Fragoso