Make your own free website on Tripod.com

Introdução:

A Amnésia Dissociativa é uma forma de amnésia ainda pouco estudada, caracterizada por uma incapacidade de recordar informações pessoais importantes, em geral de natureza traumática ou stressante, demasiadamente extensa para ser explicada pelo esquecimento normal.

Devido às características especificas deste tipo de amnésia é importante encara-la de uma forma transcultural, factor este muito importante nos transtornos dissociativos, uma vez que em muitas sociedades os estados dissociativos são uma expressão comum e aceite de actividades culturais ou experiências religiosas. A dissociação não deve ser considerada como inerentemente patológica e muitas vezes não acarreta sofrimento ou prejuízo significativo ou leva a uma busca de auxílio.

É devido aos factores apresentados que se torna difícil diagnosticar a síndrome da Amnésia Dissociativa, principalmente devido ao desconhecimento e falta de sofrimento, apresentado em alguns casos por parte do paciente, daí por vezes a sua ignorância em relação aos seus sintomas e consequências.

Embora com dificuldades acrescidas devido à especificidade deste tipo de dissociação, resolvemos elaborar um protocolo de diagnóstico para a Amnésia Dissociativa, diagnóstico que embora a nossa dificuldade em encontrar bibliografia referente à Amnésia Dissociativa, procuramos que fosse um diagnóstico bem estruturado e fundamentado nos critérios de diagnóstico da mesma.

Na elaboração de protocolo procuramos que este fosse mais do que um conjunto de questões, que não devem ser encaradas exclusivamente dessa maneira, mas sim com um conjunto de pontos ou factores que achamos importantes para nos ajudarem e orientarem no diagnóstico de um possível paciente com a síndrome da Amnésia Dissociativa.  

 

Home